Ó DEUS, tu nos rejeitaste, tu nos espalhaste, tu te indignaste; oh, volta-te para nós.    

Salmos 60:1

A parábola popular “Vidraças Sujas” fala de uma mulher que sempre, ao olhar pela janela, criticava a vizinha devido aos lençóis sujos pendurados no varal. Certo dia, ao levantar, a mulher olha pela janela e fica impressionada com a alvura e limpeza dos lençóis da vizinha. Entretanto, revela-lhe seu esposo que naquele dia ele tinha acordado mais cedo e limpado as vidraças da janela. Ou seja, a sujeira estava na vidraça e não nos lençóis. Davi em um momento difícil manifesta no Salmo 60:1uma surpreendente acusação contra Deus. Apesar disso, em outras passagens Davi reconhece a justiça e o amor do Divino. Certamente a instabilidade temperamental estava em Davi e não em Deus. Toda vez que formos acometidos pelo sentimento de injustiça, isolamento, solidão, sofrimento, dor, é preciso relembrar a parábola das “vidraças sujas” e da instabilidade de Davi. Transferir responsabilidades para outras pessoas ou para Deus esconde causas do sofrimento que podem estar em nosso interior.

 

Fonte https://pib7joinville.com.br/estudos/devocionais/4309-o-senhor-ergue-juizes-sexta-feira.html

0
0
0
s2smodern